EDUCAÇÃO ESPECIAL INCLUSIVA: PRÁTICA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

  • Jailson Alves Bomfim
Palavras-chave: Inclusão; Educação Física; Aprendizagem.

Resumo

A Educação Especial Inclusiva é uma orientação na maioria dos países que subscreveram a Declaração de Salamanca em 1994, e define a Educação Especial Inclusiva como para todos e para cada um, procura-se desenvolver e construir modelos educativos que rejeitam a exclusão e promovam uma aprendizagem livre de obstáculos. A presença de alunos com deficiência em salas do ensino regular não deve ser associada somente à educação inclusiva. Ela se efetiva na maneira como é oferecida no respeito entre os membros do grupo e na relação que é estabelecida, tanto entre alunos como professor/aluno e os demais sujeitos do cotidiano escolar. O presente estudo tem por objetivo descrever para o profissional de Educação Física sobre práticas pedagógicas na Educação Especial Inclusiva. A metodologia utilizada no presente estudo foi através de uma revisão de literatura, na qual, verificou-se temas sobre a Educação Especial Inclusiva, escola inclusiva, Educação Física na Educação Especial e formação profissional. A Educação Física enquanto parte integrante e inalienável do currículo escolar tem-se mantido a margem deste movimento inclusivo. Na Educação Física Adaptada deve ser mantida a integridade das atividades promovendo a maximização do potencial individual, assegurando que as atividades sejam desafios a todos os participantes e, sobretudo, seja valorizada a diferença. A Educação Física Escolar com o princípio da inclusão deve ter como eixo fundamental, o aluno, desenvolvendo as competências de todos os discentes e dar aos mesmos, condições para que tenham acesso aos conteúdos que propõe com participação plena, adotando para tanto estratégias adequadas evitando a exclusão ou alienação.

 

Publicado
2018-02-10